Educomunicando

O parlamento estudantil na construção de uma esfera pública escolar, na perspectiva da educomunicação

Vários estudos estão sendo realizados no campo da Educomunicação. O jornalista Delcimar Bessa-Ferreira, especialista em Educomunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, compartilhou uma de suas pesquisas nesse campo. Ele analisou o projeto “Parlamento Estudantil”, realizado pela Câmara de Mogi das Cruzes em parceria com escolas públicas e privadas da cidade, tendo como foco os elementos educomunicativos presentes nessa iniciativa. Para verificar esse trabalho na prática, ele acompanhou o desenvolvimento desse programa em uma escola mogiana. O estudo envolveu um tema de suma importância, a política, e como o assunto está sendo debatido em sala de aula

Intitulado “O parlamento estudantil na construção de uma esfera pública escolar, na perspectiva da educomunicação”, o trabalho mostrou os objetivos do projeto, que oferece uma oportunidade para os estudantes da cidade, do Ensino Infantil ao Ensino Médio, de conhecerem a Câmara e o processo de trabalho do Poder Legislativo. Por meio desse programa, os alunos são convidados a escrever um projeto de lei, pedindo melhorias para algo considerado de suma importância. Após a entrega de todas as propostas, existe uma comissão que seleciona as de maior destaque. Ao todo, 48 são escolhidos. Os selecionados vivem um dia de vereador. Eles são os responsáveis por comandar uma sessão solene, na qual apresentarão os seus projetos e depois votarão naqueles que merecem aprovação. Os jovens vivenciam, portanto, a rotina de um vereador.

O jornalista Delcimar Bessa-Ferreira analisou os elementos educomunicativos dessa prática. Ele chegou à conclusão de que é necessário haver uma intervenção educomunicativa, uma vez que alguns pontos chamam a atenção, dentre eles o fato de nem todos terem acesso à iniciativa. Isso porque cada escola já seleciona um projeto de sua unidade, no entanto, não são todas que permitem que todos os alunos apresentem uma proposta. “Uma esfera pública permite a participação, o acesso a todos, neste caso, o projeto é delimitado, na escola onde analisei, um professor se dispôs a coordenar a iniciativa no seu colégio e incentivar os seus alunos (alguns) a elaborar um projeto, não foi, portanto, um trabalho em conjunto com todos os estudantes”, explica Ferreira.

Outro ponto negativo é que apresentar um projeto não garante que o aluno terá acesso à Câmara dos Vereadores, isso porque ele terá de passar por uma seleção, o que acaba delimitando ainda mais, considerando que “a Câmara é um ambiente parlamentar e democrático”, aponta o jornalista.

Dentre os demais elementos, o pesquisador sentiu falta da gestão participativa, da maior participação dos estudantes, da melhor explicação sobre o projeto e incentivo para que todos participem, e não apenas alguns. Faltou também por parte da Câmara uma melhor intervenção nas unidades para exporem o seu trabalho e incentivarem os jovens pelas questões políticas. É um projeto valioso, que, no ponto de vista do jornalista, ao receber uma intervenção educomunicativa poderá não só ser ampliado, como, também, melhor abordado, reconhecido, discutido e estendido aos jovens das unidades escolares de Mogi das Cruzes.

Ferreira analisou o projeto “Parlamento Estudantil”, realizado pela Câmara de Mogi das Cruzes em parceria com escolas públicas e privadas da cidade, tendo como foco os elementos educomunicativos presentes nessa iniciativa

Ferreira analisou o projeto “Parlamento Estudantil”, realizado pela Câmara de Mogi das Cruzes em parceria com escolas públicas e privadas da cidade, tendo como foco os elementos educomunicativos presentes nessa iniciativa

Paredes Brancas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s